Páginas

Angústia


Por amar-te, não te desejo este desamparo e esta penumbra,
ainda que seja a tua ausência,
- eu te digo! -
unicamente a tua ausência a causa da fraqueza dos meus braços.

Que dolorosa angústia, a de esperar-te...
e de saber que é em vão.


Clebson Moura Leal

Nenhum comentário:

Postar um comentário