Páginas

Como seria o dia perfeito?


    Um dia com muito vento,e nuvens claras... E que eu possa assistir da janela o dia acabando em cada minuto que termina. E haja um livro de poemas a ser terminado, e uma xícara de chá esfriando docemente. Ah, e que não exista ninguém perto de mim. Quero a solidão absoluta. Não consigo ser feliz no meio dos outros, porque as pessoas me machucam. Sozinho não tenho motivos para chorar. Nada desejo mais: exceto estar só comigo mesmo, com meus livros, com minhas nuvens, minhas memórias antigas, meus silêncios incomunicáveis.

Clebson Moura Leal

Nenhum comentário:

Postar um comentário