Páginas

Expiação



A tua memória nasce como a água,
e corre pela pedra monótona da vida.
Apenas as folhas que te tocam não sabem:
és tu distância longa, sem medida.

E tudo que vai por ti, não tem destino.
Apenas bruma beijar-te-á, minha criança.
E tudo que te ama, conhece do teu fado...

(Só eu que ainda te tenho na esperança).


Clebson Moura Leal 

Nenhum comentário:

Postar um comentário