Páginas

[Sin titulo]

De donde eres? - De la noche.
¿Y tu palabras? - De la obscuridad.
¿Y tu rostro? - El silencio inmenso, solamente...

Te busqué en tierras lejanas, pueblos, viejos caminos -
como la sombra de la muerte,
sufriendo por ti,
y olvidandome.

Ahora una lágrima puede decir que no te encontré.


Clebson Moura Leal

5 comentários:

  1. Wow! En español, es que me gustó muchisimo! Jeje...

    ResponderExcluir
  2. Que belo! Pequeno e simples como tudo que não precisa de maiores explicações. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Não ficou muito bom, mas enfim... meu amigo mexicano me ajudou a corrigir os erros! Se não fosse ele, nem sei, viu! hahahah

    Obrigado, queridos! :D

    ResponderExcluir
  4. Olá Clebson
    Obrigado pela visita ao meu log e pelo comentário. Quando puder volte, vou gostar muito.
    Adorei seus textos.
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Obrigado, querido!
    Será um prazer sempre visitar o seu blog! :D

    Um grande abraço.
    Até!

    ResponderExcluir