Páginas

Desconsolo











Sei que teus olhos já se fecharam, que é tarde demais para qualquer outra tentativa, que minhas palavras foram perdidas pelas areias: mas só não sei como poderia dizer tudo isso a mim. Nada dói tanto quanto "nunca mais". Por isso procuro outros nomes para pronunciar, guardando o que fora dito nas despedidas como lembranças que não sufocassem. Mas tudo é inútil, tudo, tudo, tudo: porque não importa em que tempo, em quantas vidas minha alma ressurja, em quantas lágrimas meus olhos se desfizerem - jamais te verei novamente. E saber que estás longe, sem poder beijar os teus lábios, é o mesmo que sobreviver infinitas vezes apenas para continuar morrendo. 


Clebson Moura Leal

4 comentários:

  1. Profundo, lindo em toda angústia. Riscos do amor. Bom domingo

    ResponderExcluir
  2. como escrever o que sinto agora...

    apenas consigo dizer, o quão belo é.

    ResponderExcluir
  3. eita, moço!

    Foi fundo agora... e bonito!


    :)

    ResponderExcluir
  4. "sobreviver infinitas vezes apenas para continuar morrendo"... ah se não precisássemos disso!

    ResponderExcluir