Páginas

Espera





E se vieres tarde no tempo,
tarde para que minha boca
cante aos teus ouvidos o vento?

E se chegares dentre o silêncio,
com as minhas pupilas mortas
sobre uma sombra que não venço?

E se trouxeres outras esperanças
para que cessem as lágrimas,
sendo que nada mais se alcança?

Mas não chegas, não regressas:
então tudo permanece despedaçado,
como que abandonado às pressas,
e uma triste e vaga penumbra
cala todas as promessas.


__________________________________________



And if you come later in time,
late for my mouth
sing the wind in your ears?

And if you get out of the silence,
with my pupils killed
on a shadow that do not win?

And if you bring other hopes
to cease the tears,
that nothing is being achieved?

But you don't come, you don't return:
then everything is still broken,
as if hastily abandoned,
and a sad and vague penumbra
shut all the promises.


Clebson Moura Leal

2 comentários:

  1. Esperar por quem ama é como se os dias tivessem na realidade, 48 horas...Mas a esperança sempre nos impulsiona, e assim, a gente segue...Lindo poema, obrigada pela visita, abraços

    ResponderExcluir