Páginas

"Querido diário,



... hoje alguma coisa está doendo tanto em mim. Sinto a falta de uma pessoa que gostaria que estivesse do meu lado para sempre. E não tenho coragem de dizer, porque sei que isso de nada adiantaria. Algo está errado comigo, estou sentindo tantas saudades dentro de mim. E sei que tudo é impossível, oh, não sei mais o que fazer comigo. Sou imprestável, não tenho serventia, sou um objeto quebrado. Quem poderia amar alguém assim? Ninguém. Há horas vazias em que a ausência é tão amarga e infinita! Não quero mais o que sou: quero que me levem para longe e para sempre. Tenho vergonha do que me tornei. E, se pudesse conseguir tudo no mundo, a única coisa que pediria seria para ser amado. Ou então, para que o esquecimento pudesse libertar-me. Estou tão exausto, tão fadigado! Gostaria de dormir e não acordar mais: meu coração não consegue suportar o sofrimento de amar."






Clebson Moura Leal

5 comentários:

  1. Querido amigo, não se menospreze desta maneira, você é um ser único e admirável. De amor a gente sofre, mas um vai e um outro vem, para isso é preciso amar-se primeiro. Você deve ser a pessoa mais importante para si mesmo, assim, amará alguém que te corresponderá. A felicidade se conquista e amar não é fácil...mas quem disse que era? Beijos meu lindo!

    ResponderExcluir
  2. A saudade é uma palavra que só existe na lingua portuguesa...mas o sentimento é universal !

    obrigado pela visita no blog...gostei do seu e vou seguir !

    abraço.

    ResponderExcluir
  3. Existe um tom intimista e um lirismo evidente no que escreves, mesmo quando quando singelo consegues ser tocante com as palavras, gostei bastante de tua escrita,

    um cordial abraço.

    ResponderExcluir
  4. Passando para deixar um beijo e desejar um final de semana cheio de alegrias.


    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei, parabéns!
    achei maravilhoso ^^

    ResponderExcluir