Páginas

Violência


As folhas levemente se desprendendo com o vento,
os jardins que secaram em sonora monotonia,
as vidraças que perderam o brilho de olhares,
as palavras que se tornaram pedras dentro da garganta


- ah, e por culpa do peso delas despedacei-me na queda,
quando tentei, de súbito, voar.




Clebson Moura Leal


Um comentário:

  1. Se você para no momento, e no silencio ler, ver e enxergar o seu poema... pode se sentir as pedras na garganta..
    e quem é que não se despedaçou tentando voar?
    com certeza em ler vai lembrar algo do passado rs..

    sabe q eu acho q vc escreve muuuuito beem..
    quando a editora lançar.. me avisa rs..

    abração.

    ResponderExcluir